Os investimentos precisam ser bem planejados e executados por quem deseja aumentar seu poder de compra. Porém, você estabelece metas para serem realizadas em período longo, médio ou curto prazo?

Qualquer pessoa que deseja investir deve aprender a conter a ansiedade e planejar. O ideal é escolher o melhor investimento para a sua realidade, ou seja, que faz sentido para a realização de suas metas. Primeiro, é preciso estar ciente que é necessário cortar algumas despesas, principalmente aqueles gastos fantasmas, já ouviu falar? Os cafezinhos, os pães de queijos e aquele pastel de todas as manhãs ou de todas as tardes.
Antes de você começar a investir, é preciso entender qual o melhor método para você alcançar aquele objetivo. Os investimentos de longo prazo são aplicações financeiras para conquistar uma meta com mais de 5 anos e exigem maior rentabilidade: faculdade dos filhos ou compra de imóveis. Diante disso, o cuidado com a sua aplicação deve ser redobrado, assim como a rentabilidade é maior, os riscos também são.

As aplicações para investimento de médio prazo são projetos que exigem mais planejamento e tempo, entre 2 e 5 anos. Dentro desses objetivos, podem estar a viagem dos sonhos, reforma da casa, e até mesmo, a compra/troca de um carro. Os investimentos para um curto prazo, devem ocorrer em até 2 anos, ou seja, uma reserva financeira para você utilizar quando precisar. Esse valor pode ser usado para um evento inesperado, ou também, um objetivo pré-determinado, como uma viagem curta de férias e troca de eletrônicos.
Agora que você aprendeu um pouco mais sobre o melhor método de investimento, está na hora de aplicar. Qual é o ideal para conquistar o seu objetivo, longo, médio ou curto prazo?