Como praticar autocuidado financeiro?

por | nov 24, 2021 | Educação Financeira

Quando falamos em autocuidado é normal relacionarmos isso a cuidados que envolvem o corpo, a estética, a alimentação, práticas para preservar a saúde mental, e diversos fatores relacionados ao psicológico. E, claro, esse pensamento está totalmente correto, entretanto, o autocuidado vai muito além dessas práticas bastante difundidas. Ele é um conjunto de atitudes que cada indivíduo exerce para cuidar de si e promover uma melhor qualidade de vida a si mesmo. O autocuidado consegue melhorar a nossa autoestima e nosso poder de tomada de decisões, aumentando a nossa autoconfiança frente aos desafios diários. É buscar todas as necessidades que o corpo e a mente exigem. É aperfeiçoar a cada dia o estilo de vida, é evitar hábitos maléficos, é adotar medidas de prevenção a doenças e situações de risco. E ele envolve várias áreas da vida, inclusive a financeira.

O Autocuidado Financeiro tem como objetivo nos auxiliar para termos um relacionamento saudável com o dinheiro e não vivermos ansiosos, nem tristes por causa dele. É necessário aprender que a relação que estabelecemos com o dinheiro está diretamente ligada com a tranquilidade que queremos ter em nossa vida financeira. E para isso acontecer, é fundamental existir um equilíbrio entre o que se ganha e o que se gasta, organizando as contas, tendo um bom planejamento e poupando dinheiro para realizar sonhos, mas explicaremos melhor isso logo a baixo:

01. Conheça você e os seus hábitos de consumo

Para iniciarmos essa missão, temos que compreender quem somos, pois, como seres humanos, a rotina e hábitos são essenciais em nossas vidas. Porém, além de serem vantajosos, eles podem ser extremamente perigosos. Principalmente, quando não percebemos quais são. Talvez você possua um hábito de sempre entrar nas lojas onlines e procurar novos itens de decoração ou comprar o máximo que puder do que está bombando nas redes sociais. Gosta de comer guloseimas, mas não tem costume de fazer doces caseiros. De qualquer forma, quaisquer que sejam seus hábitos de consumo, é necessário, tornar-se consciente de suas decisões financeiras e quais as consequências disso em sua vida e no seu dia a dia.

Questione-se sobre suas compras, essas decisões são realmente conscientes e planejadas ou você gosta de acompanhar tendências e acaba sendo influenciada no dia a dia a comprar coisas que, na verdade, nem precisa?
Você está ciente dos impactos que as suas decisões de consumo têm em suas finanças?

Seu consumo valida o custo benefício ou apenas a vaidade?

É importante e benéfico compreender as suas ações de consumo, melhora a qualidade de vida e movimenta a economia. Mas, obviamente, um consumo sem regras gera impactos negativos, como descontrole financeiro, dívidas impagáveis, doenças psicológicas e inadimplência. Por isso, conheça-se!

Questione-se sobre esses 3 pontos:

Por que comprar?

Como vai pagar?

Quando e como vai usar?

02. Pratique o hábito de conhecer o seu dinheiro

É necessário ter disciplina nessa etapa, pois é indispensável mapear toda a situação das finanças e assim, saber o que pode ser melhorado e aperfeiçoado. A partir disso, você pode definir as metas de curto, médio e longo prazo. Também, controlar seu orçamento é fundamental para o seu autocuidado financeiro. Então, algumas dicas para criar um orçamento.

As despesas podem ser classificadas quanto a frequência e variação do valor:

Despesas fixas: acontecem mensalmente e têm o mesmo montante, como aluguel.
Despesas variadas: acontecem todos os meses, mas o valor pode variar, como luz, água e gás.
Despesas extras: são as despesas “surpresa” as quais precisamos estar preparados quando aparecerem, como manutenção do carro.

Não deixe de pesquisa e usar a tecnologia ao seu favor. Existem diversas ferramentas de controle orçamentário que serão suas aliadas no controle das finanças pessoais, como planilhas, aplicativos e softwares, além de utilizar o clássico papel. Essas ferramentas são úteis para visualizar de maneira fácil suas receitas, despesas e reservas.

A Yours é uma grande amiga para esse tipo de situação. Portanto, além de ajudar a identificar gastos desnecessários, eles ajudaram você a saber como utilizar melhor seu dinheiro para realização de objetivos e investimentos.

03. Como economizar e poupar dinheiro

Para muitas pessoas, essa é a maior dificuldade quando o assunto é poupar e economizar o dinheiro! Porém, o segredo para criar o hábito de poupar é ter praticidade e conhecimento, algo que ajuda muito nessa caminhada é pensar o quanto te deixaria feliz você atingir o objetivo pelo qual esta poupando, pense no seu sonho e isso te ajudará a se manter firme no planejamento.

Para trilhar nesse nível da missão é necessário compreender se você possui um hábito de poupar. Se você nunca teve o hábito de poupar, comece com algo simples e básico para começar, coloque na sua conta na Yours alguns reais toda semana e até mesmo, se puder, todos os dias, moedas e economias suas.

Visibilize o que você pode ou não comprar e quais situações você pode evitar gastar mais dinheiro.

Após cumprir um objetivo menor, amplie o valor mantendo, claro, a viabilidade na sua vida financeira. Pois, estipular metas maiores do que você conseguirá cumprir só trará frustração, e a chance de desistir no meio do caminho é maior, seja realista com seu planejamento e descreva detalhadamente mês a mês!

Leia mais:

Dinheiro importa! O dinheiro é importante! Pegou o trocadilho?

Os 10 melhores apps para facilitar a viagem

Como morar sozinho em 5 passos

Vem para a Yours!

Baixe agora nosso App:

Siga o Yours Bank